Bolsas

Câmbio

Mercados chineses atingem máxima de 10 meses e meio com setores de energia e financeiro

XANGAI/HONG KONG (Reuters) - Os mercados chineses atingiram nova máxima de 10 meses e meio nesta terça-feira (22), impulsionados por uma forte alta nas blue-chips, em particular nos setores financeiro e de energia, após alta dos mercados norte-americanos.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, teve alta de 0,82%, enquanto o índice de Xangai avançou 0,98%. Ambos fecharam nos níveis máximos desde 6 de janeiro.

As ações do setor de energia ficaram entre as de maiores ganhos, com os preços do petróleo subindo para a máxima desde outubro nesta terça-feira e o mercado precificando um potencial corte de produção pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

No restante da região as ações atingiram as máximas de uma semana, embora os investidores tenham se mostrado receosos em buscar preços mais altos até que o presidente eleito dos Estados Unidos Donald Trump escolha sua equipe econômica.

  • Em Tóquio, o índice Nikkei avançou 0,31%, a 18.162 pontos.
  • Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 1,43%, a 22.678 pontos.
  • Em Xangai, o índice SSEC ganhou 0,98%, a 3.249 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,82%, a 3.469 pontos.
  • Em Seul, o índice Kospi teve valorização de 0,89%, a 1.983 pontos.
  • Em Taiwan, o índice Taiex registrou alta de 1,02%, a 9.133 pontos.
  • Em Cingapura, o índice Straits Times valorizou-se 0,2%, a 2.822 pontos.
  • Em Sydney, o índice S&P/ASX 200 avançou 1,16%, a 5.413 pontos.

(Por Luoyan Liu e John Ruwitch)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos