China investirá US$ 360 bi em energias renováveis até 2020

PEQUIM, 5 Jan (Reuters) - A China irá investir cerca de US$ 360 bilhões em geração de energia renovável até 2020, informou nesta quinta-feira (5) uma agência governamental, conforme o maior mercado de energia do mundo continua uma mudança em sua matriz rumo a fontes mais limpas, em detrimento do poluente carvão.

O investimento irá criar mais de 13 milhões de empregos no setor, disse a Administração Nacional de Energia (NEA, na sigla em inglês) em um documento que apresenta planos para o desenvolvimento do setor de energia do país no período de cinco anos entre 2016 e 2020.

A NEA disse que as renováveis, incluindo usinas eólicas, hidrelétricas, solares e nucleares, vão contribuir em 2020 com cerca de metade da nova capacidade instalada a ser implementada no país.

A agência não detalhou como serão distribuídos os investimentos, que equivalem a US$ 72 bilhões por ano, mas ainda assim o anúncio reflete o foco contínuo da China em conter o uso de combustíveis fósseis, que impulsionaram o crescimento do país ao longo da última década, mas geraram uma forte poluição que o governo agora luta para conter.

Para ilustrar a enormidade do desafio, a NEA destacou que as renováveis ainda responderão por apenas 15% do consumo total de energia em 2020. Até lá, as usinas a carvão ainda responderão por mais da metade da capacidade instalada do país.

(Por Meng Meng)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos