Bolsas

Câmbio

Boeing diz que jato 737 MAX 10X tem apoio de companhias aéreas e fornecedores

Por Alwyn Scott

SEATTLE (Reuters) - A Boeing defendeu nesta quarta-feira o jato 737 MAX 10X, dizendo que o projeto atraiu aplausos de várias companhias aéreas e o interesse de fornecedores de peças.

Os comentários sucedem críticas feitas em uma conferência da indústria na terça-feira e sinalizam a confiança da fabricante em adicionar um quinto modelo à linha de produtos 737, apesar de preocupações de que o novo jato possa ter apelo limitado.

O altamente lucrativo 737 é o campeão de vendas da família de jatos da Boeing e crucial para a empresa alcançar suas metas financeiras.

"Eu estou francamente otimista em relação à aeronave", disse Keith Leverkuhn, vice-presidente e gerente geral do programa 737 MAX da Boeing. "A conferência na ISTAT foi importante", afirmou, em referência ao evento da Sociedade Internacional de Comércio de Aeronaves de Transporte, em San Diego, encerrado na terça-feira.

"Estamos ouvindo clientes em todo o mundo... muitos deles expressaram entusiasmo com o jato", acrescentou.

Leverkuhn disse ainda que os fornecedores também estariam interessados em produzir componentes para o MAX 10X, que precisará de trem de pouso mais alto. "Os fornecedores estão sempre interessados em estender a capacidade da família (737)", afirmou.

A Boeing já está oferecendo o modelo MAX 10X para as empresas aéreas, embora ainda não tenha formalmente decidido seguir em frente com o projeto. O executivo comentou ainda que o modelo será 1,68 metro mais longo que o MAX 9 e com mais 12 assentos, o que vai conferir mais eficiência ao operador da aeronave.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos