BRF pode acionar Justiça para obter reparação por possíveis prejuízos causados por JBS

SÃO PAULO (Reuters) - A BRF informou a empresa em comunicado na noite de terça-feira que avalia entrar na justiça para obter reparação por eventuais prejuízos causados por sua rival JBS.

De acordo com a BRF, "algumas das práticas descritas pelo empresário Joesley Batista no acordo de delação premiada "podem ter impactos nas esferas penal, cível, concorrencial e regulatória", o que daria motivos para o "ajuizamento de medidas judiciais e/ou administrativas de distintas naturezas contra os indivíduos e as empresas envolvidas".

No documento, resposta a consulta da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre reportagem de que seus ex-conselheiros Luis Carlos Fernandes Afonso e Carlos Fernando Costa teriam recebido propina da JBS, a BRF pede que a autarquia tome as providências para apurar "potencial conflito de interesses, violação de sigilo e uso indevido de informações privilegiadas".

A BRF afirmou desconhecer relação ou envolvimento de seus ex-conselheiros com a JBS, mas também pediu que a CVM cobre esclarecimentos ao fundo de pensão Petros, da Petrobras, que teria indicado, além dos dois ex-conselheiros, Ademir Bendine, também citado nas delações.

(Por Gabriela Mello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos