Bolsas

Câmbio

FMI eleva previsão de crescimento da China em 2017 de novo

PEQUIM (Reuters) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) elevou nesta quarta-feira sua previsão para o crescimento econômico da China em 2017 a 6,7 por cento, o terceiro aumento neste ano, citando "suporte da política monetária, especialmente crédito e investimento público em expansão".

Em abril, o FMI aumentou sua previsão para este ano para 6,6 por cento, ante 6,5 por cento em janeiro, que já era 0,3 ponto percentual acima da projeção anterior.

A economia da China cresceu 6,9 por cento no primeiro trimestre de 2017, mais rápido do que o esperado e muito acima da meta do governo de cerca de 6,5 por cento para o ano inteiro.

O FMI disse que agora espera que o crescimento médio anual da China seja de 6,4 por cento de 2018 a 2020. Em abril, o fundo disse esperar que o crescimento de 2018 seria de 6,2 por cento.

Juntamente com uma previsão maior de crescimento, o FMI recomendou que a China acelere as reformas para a transição de sua economia para um crescimento mais sustentável e que adote uma política monetária menos expansionista.

"O foco recente de enfrentar os riscos do setor financeiro deve continuar, mesmo que isso implique em tensões financeiras e crescimento mais lento", disse o vice-diretor-gerente do FMI, David Lipton, a repórteres em Pequim.

Pequim também deve prosseguir em direção a uma taxa de câmbio flexível, disse Lipton.

(Por Sue-Lin Wong)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos