Balança comercial da China em junho supera expectativas por demanda forte

Por Yawen Chen e Ryan Woo

(Reuters) - A China registrou números comerciais mais fortes do que o esperado em junho, impulsionados pela demanda global firme por bens chineses e apetite robusto por materiais de construção no país.

As exportações da segunda maior economia do mundo subiram 11,3 por cento ante o ano anterior, enquanto as importações cresceram 17,2 por cento, mostraram dados oficiais, sendo que ambos superaram as expectativas de analistas.

Embora as exportações tenham se beneficiado da demanda sólida por eletrônicos e bens industriais, o crescente superávit comercial, particularmente com os Estados Unidos, pode ampliar as tensões conforme o presidente dos EUA, Donald Trump, busca aumentar a atividade no setor industrial norte-americano.

Analistas dizem que riscos econômicos e políticos podem afetar a maior parte da força do comércio vista no primeiro semestre deste ano.

"Olhando para a frente, projetamos que o crescimento das exportações vai desacelerar devido às incertezas sobre a demanda externa com o aumento dos riscos geopolíticos e o dólar mais forte no primeiro semestre de 2017", disseram pesquisadores do NOmura em nota.

A China registrou um superávit comercial de 42,77 bilhões de dólares em junho, ligeiramente acima da expectativa de superávit de 42,44 bilhões e bem acima dos 40,81 bilhões de dólares de maio.

Analistas consultados pela Reuters esperavam que o crescimento dos embarques da China em junho fosse de 8,7 por cento, enquanto a expectativa para as importações era de alta de 13,1 por cento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos