IGP-10 recua 0,84 por cento em julho e registra quarta deflação seguida

(Reuters) - O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) caiu 0,84 por cento em julho, ante queda de 0,62 por cento no mês anterior, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta segunda-feira, marcando a quarta deflação seguida e acumulando recuo de 2,25 por cento neste ano.

Pesquisa da Reuters apontava que a expectativa era de uma queda de 0,90 por cento, na mediana das projeções de economistas.

Em julho, o Índice de Preços ao Produtor Amplo-10 (IPA-10), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60 por cento do índice geral, teve queda de 1,32 por cento, ante recuo de 1,17 por cento em junho.

A principal razão para esse recuo foi o subgrupo de alimentos in natura, cuja variação passou de 1,34 por cento para

queda de 4,58 por cento.

A pressão ao consumidor diminuiu em julho já que o Índice de Preços ao Consumidor-10 (IPC-10), que responde por 30 por cento do índice geral, recuou a 0,17 por cento, ante alta de 0,21 por cento no mês anterior.

Segundo a FGV, seis das oito de despesas componentes do indicador registraram decréscimo em suas taxas de variação. A maior contribuição para o recuo de julho foi dada pelo grupo habitação, que passou de alta de 0,83 por cento para queda de 0,16 por cento.

Já o Índice Nacional de Custo da Construção-10 (INCC-10) registrou no período alta de 0,62 por cento, abaixo do avanço de 0,92 por cento apurado em junho.

O IGP-10 calcula os preços ao produtor, consumidor e na construção civil entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

(Por Luiz Gerbelli)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos