Bolsas

Câmbio

Santander busca ofertas por carteira imobiliária do Popular até 24 de julho, dizem fontes

Por Anjuli Davies e Jesús Aguado

LONDRES/MADRI (Reuters) - O Santander, maior banco da zona do euro em valor de mercado, está buscando ofertas até a próxima segunda-feira por 51 por cento da carteira de ativos imobiliários do Banco Popular, avaliada em cerca de 30 bilhões de euros, disseram três fontes familiarizadas com o assunto.

O Santander lançou a venda em 30 de junho e o apertado prazo parece indicar que a instituição quer rapidamente identificar potenciais riscos associados à aquisição do Banco Popular, em 7 de junho.

Inicialmente, o banco havia fixado um prazo de três anos para vender todos os ativos de má qualidade do Popular, um dos fatores que derrubaram a instituições de 90 anos.

As fontes disseram que os fundos de capital privado Blackstone, LoneStar e Apollo foram convidados a apresentar ofertas vinculantes por 51 por cento da carteira, que inclui ativos recuperados no valor de 18 bilhões de euros e 12 bilhões de euros de empréstimos em atraso.

Com uma taxa de cobertura de perdas de 69 por cento e um valor líquido de 9,2 bilhões de euros, as ofertas devem ficar em torno de 5 bilhões de euros, embora o preço final não deva ser fixado até que se conclua o extenso processo de due diligence, afirmaram as fontes.

Banco Santander, Blackstone, LoneStar e Apollo se recusaram a comentar.

(Reportagem adicional de Pamela Barbaglia e Steve Slater, em Londres)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos