Bolsas

Câmbio

Shell vê pico no consumo de petróleo até 2030, com aumento das vendas de carros elétricos

LONDRES (Reuters) - O consumo de petróleo no mundo poderia atingir seu pico até o fim da próxima década, já que os veículos elétricos estão se tornando mais populares, disse o presidente da Royal Dutch Shell, Ben van Beurden, nesta quinta-feira.

A perspectiva de um declínio no consumo de petróleo após mais de um século de crescimento, à medida que o mundo opta por queimar combustíveis mais limpos, está ganhando ritmo. Na quarta-feira, o Reino Unido anunciou planos de proibir veículos a diesel e à gasolina até 2040, seguindo uma medida semelhante da França.

"Eu acho que são anúncios muito bem-vindos, eles também são anúncios muito necessários", disse van Beurden a repórteres após a maior companhia de petróleo da Europa reportar uma alta acentuada no lucro trimestral.

No cenário mais agressivo projetado pela companhia anglo-holandesa, com veículos à bateria substituindo motores tradicionais de combustão, o consumo de petróleo atingirá seu pico no início da década de 2030, disse ele.

Com o uso elevado de biocombustíveis na mistura, a demanda pode atingir seu pico até o fim da década de 2020, acrescentou.

Mas o petróleo ainda será necessário por décadas, uma vez que provavelmente continuará sendo o principal combustível para aviões, navios e caminhões pesados, disse van Beurden a repórteres.

(Por Ron Bousso e Karolin Schaps)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos