IBGE eleva projeção de safra de café do Brasil em 1,5%, para 47,2 mi sacas

SÃO PAULO (Reuters) - O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) elevou nesta quinta-feira em 1,5 por cento sua projeção para a safra brasileira de café deste ano, devido a melhores perspectivas para São Paulo e Espírito Santo.

Em fase final de colheita, a safra do maior produtor e exportador global de café deve totalizar 47,2 milhões de sacas de 60 kg, projetou o IBGE.

O aumento na estimativa mensal do IBGE ocorre no momento em que operadores do mercado estão reportando entregas abaixo do esperado de grãos de alta qualidade, apontando fatores como clima adverso, a infestação por broca e vendas mais lentas de produtores.

Para o café arábica, a estimativa da produção alcançou 37,2 milhões de sacas, aumento de 1,5 por cento em relação ao mês anterior, mas ainda 13,4 por cento inferior ao registrado na temporada anterior, que foi de bienalidade positiva.

Com relação ao café robusta (conilon), a estimativa de produção apontou 9,98 milhões de sacas, aumento de 1,6 por cento em relação ao mês anterior.

"Esse aumento se deve ao rendimento médio que cresceu nesse mesmo porcentual", afirmou o IBGE.

Dessa forma, a produção de robusta deverá crescer 28,3 por cento ante o ano passado, quando as plantações foram castigadas pela seca.

(Por José Roberto Gomes)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos