Bolsas

Câmbio

Trump aumenta pressão comercial sobre a China

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pedirá na segunda-feira ao seu principal conselheiro comercial que determine se deve investigar as práticas comerciais chinesas que forçam as empresas norte-americanas que operam na China a transferir propriedade intelectual, disseram importantes autoridades neste sábado.

O movimento, que poderia levar a tarifas maiores sobre os produtos chineses, chega num momento em que Trump pediu à China que faça mais para reprimir o programa de mísseis nucleares da Coreia do Norte, pois ameaça possíveis ações militares contra Pyongyang.

Uma autoridade oficial, no entanto, insistiu que a diplomacia sobre a Coreia do Norte e a potencial sondagem comercial eram "totalmente não relacionadas", dizendo que a ação comercial não era uma tática de pressão. "Estas são duas coisas diferentes", disse, falando aos repórteres em teleconferência.

Trump orientará o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, para determinar se uma investigação é justificada de "qualquer uma das leis, políticas, práticas ou ações da China que possam ser pouco razoáveis ou discriminatórias", afirmou a autoridade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos