China lança investigação antidumping contra carne de frango do Brasil

PEQUIM (Reuters) - A China lançou nesta sexta-feira uma investigação antidumping sobre as importações de carne de frango do Brasil após reclamação da indústria doméstica de que o país está vendendo seu produto abaixo do valor de mercado.

O Brasil, maior exportador global do produto, respondeu por mais de 50 por cento da oferta de produtos de carne de frango para a China, segundo consumidor global, entre 2013 e 2016, de acordo com uma análise preliminar, informou o Departamento do Comércio em comunicado.

Qualquer medida para penalizar as importações, avaliadas em mais de 1 bilhão de dólares por ano, seria um grande golpe para a indústria brasileira de proteínas, abalada mais cedo neste ano pelas revelações da operação Carne Fraca, que apontou um esquema de propina envolvendo fiscais sanitários e indústrias.

O Brasil substituiu os Estados Unidos como maior fornecedor de frango depois que a China adotou tarifas antidumping sobre os produtos de frango norte-americanos em 2010.

A China é o maior consumidor de carnes do Brasil.

A medida vem em um momento em que a indústria da China se recupera do pior surto de gripe aviária do país em anos. O setor ainda lida com a queda da demanda.

"Esta é uma boa notícia para o mercado doméstico de frango", disse um produtor de frango no norte da China, que se identificou com o sobrenome Tan.

"O mercado de frango não tem sido tão bom desde a segunda metade do ano passado. O Brasil está vendendo muito para a China a um preço baixo, enquanto a China possui ampla oferta."

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, o Brasil não vende carne de frango para a China abaixo dos preços do mercado.

O presidente da ABPA, que representa produtores e exportadores de carne de frango e de suínos, disse também à Reuters que a indústria ainda não foi notificada sobre a investigação chinesa.

Procurado, o Ministério da Agricultura informou que ainda não tem uma posição sobre o assunto.

(Reportagem de Josephine Mason, com reportagem adicional de Ana Mano, em São Paulo, e Lisandra Paraguassu, em Brasília)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos