Bolsas

Câmbio

Honeywell prepara cisão de negócios, dizem fontes

(Reuters) - A Honeywell International planeja fazer a cisão de ativos não essenciais e criar pelo menos duas novas empresas listadas em bolsa, com o conglomerado industrial dos EUA buscando racionalizar seus negócios, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto.

O movimento representará a primeira grande reformulação na companhia sediada em Morris Plains, Nova Jersey, desde que Darius Adamczyk sucedeu David Cote como presidente-executivo em abril. A mudança acontece depois que a Honeywell disse em setembro que aumentaria seu dividendo anual em 12 por cento.

As fontes disseram no domingo que, embora a Honeywell vá desafiar os pedidos feitos por um dos seus acionistas, o fundo de hedge ativista Third Point, para fazer a cisão de sua unidade aeroespacial, a companhia ainda assim busca separar ativos avaliados em vários bilhões de dólares.

A Honeywell está considerando incluir seu negócio de turbocompressores, que produz componentes que melhoram a performance e a eficiência de carros e caminhões, em uma das companhias recém-criadas, disseram as fontes. A divisão de turbocompressores faz parte do negócio aeroespacial da Honeywell.

As fontes não revelaram quais os outros ativos a Honeywell está considerando cindir e pediram para não ser identificadas porque as deliberações são confidenciais.

A Honeywell espera revelar o plano de cisões ainda esta semana, embora o anúncio possa ser postergado, acrescentaram as fontes. A empresa, que tem valor de mercado de 109 bilhões de dólares, não quis comentar.

(Por Greg Roumeliotis; reportagem adicional por Alwyn Scott)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos