Cemig prevê concluir venda da Light no 2° tri de 2018; deve vender fatia na Taesa

SÃO PAULO (Reuters) - A Cemig prevê concluir no segundo trimestre de 2018 um processo para a venda da Light, empresa controlada pela companhia que é responsável pela distribuição de eletricidade na região metropolitana do Rio de Janeiro e possui ativos de geração, disse nesta quinta-feira o superintendente de Relações com Investidores da elétrica mineira, Antônio Carlos Velez Braga.

Em teleconferência com investidores, ele afirmou que, com isso, a Cemig precisará vender parte de suas ações na transmissora de eletricidade Taesa para cumprir uma obrigação junto aos sócios da Light ainda em novembro.

Os sócios da Cemig na Light acionaram uma opção de venda de suas participações na elétrica que obriga a companhia mineira a comprar suas ações ou encontrar um terceiro interessado. O negócio envolve cerca de 1,4 bilhão de reais.

Segundo Braga, a venda das ações na Taesa acontecerá "no curto prazo" para quitar ao menos parte dessa obrigação na Light, enquanto o restante deverá ser negociado para pagamento após a conclusão da venda da empresa.

A Cemig já recebeu propostas não vinculantes de interessados na Light, e de acordo com Braga a companhia irá nos próximos dias selecionar as melhores ofertas para passar para uma fase de due diligence e depois receber propostas vinculantes pelo ativo.

(Por Luciano Costa)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos