Bolsas

Câmbio

BC do Japão precisa repensar política monetária se inflação continuar fraca, diz OCDE

TÓQUIO (Reuters) - O banco central do Japão deveria repensar a política monetária se não conseguir atingir sua meta de inflação razoavelmente em breve, ou pode acabar detendo muita dívida governamental, alertou a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) nesta terça-feira.

O Banco do Japão compra títulos da dívida pública para manter os rendimentos dos títulos de 10 anos perto de zero e deve possuir mais de metade de todos os títulos do governo no mercado até o final de 2019, informou a OCDE no seu Relatório de Perspectivas Econômicas, divulgado duas vezes por ano.

Uma carteira tão grande pode comprometer a estabilidade e a intermediação financeiras, alertou a OCDE no relatório.

A dívida pública do Japão superou 220 por cento do Produto Interno Bruto, o que representa um risco sério e requer medidas para controlar os gastos com as despesas de assistência social, disse a OCDE.

"Uma reavaliação da estratégia de política monetária seria, no entanto, necessária se a meta da inflação não for atingida por um período prolongado", informou a OCDE no relatório.

"O Banco do Japão se torna um detentor e um comprador ainda mais predominante de títulos do governo, comprometendo a intermediação e a estabilidade financeiras."

A OCDE não pediu uma mudança imediata, dizendo que o banco central japonês deve manter sua estrutura atual de política monetária por enquanto.

(Por Stanley White)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos