Bolsas

Câmbio

BHP prevê cortes de gastos e alta nos preços de cobre e aço

MELBOURNE (Reuters) - A BHP Billiton, maior mineradora do mundo, disse nesta terça-feira que impulsionará os cortes de gastos em seus negócios australianos e prevê que a China sustente os preços de matérias-primas do aço.

A BHP tem como meta 1,6 bilhão de dólares em ganhos de produtividade em suas unidades australianas de minério de ferro, cobre e carvão nos próximos dois anos, disse o presidente das operações de Minerals Australia, Mike Henry, durante uma apresentação em Adelaide.

"Ao compartilhar o conhecimento e replicar as melhores práticas em nosso portfólio global, conseguimos reduzir substancialmente os custos unitários em nossas operações de mineração australianas nos últimos cinco anos. Mas ainda temos de ir (além)", disse ele.

Em uma perspectiva altista, a empresa disse que os preços do minério de ferro e do carvão metalúrgico poderão se recuperar fortemente antes de fevereiro, com compradores de olho na reposição dos estoques.

"Enquanto a produção de aço na China cairá no curto prazo devido aos cortes obrigatórios de inverno e isso pode impactar a demanda de curto prazo para o minério de ferro e carvão... Isso significa que a concorrência por matérias-primas de qualidade premium é alta", disse a vice-presidente de Marketing da BHP, Vicky Binns, em uma teleconferência com analistas.

"Há a possibilidade de, antes de fevereiro do próximo ano, vermos uma forte recuperação nos preços do aço e nos preços das matérias-primas também."

(Por Melanie Burton, em Melbourne, e Shashwat Pradhan, em Bangalore)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos