ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Nippon Steel diz que demissão de executivo da Usiminas deteriora confiança

19/01/2018 18h14

SÃO PAULO (Reuters) - A Nippon Steel & Sumitomo Metal Corporation (NSSMC) disse nesta sexta-feira que a demissão de um executivo indicado pela empresa para trabalhar na Usiminas representa uma deterioração da confiança mútua entre o grupo japonês e a siderúrgica mineira.

Segundo a NSSMC, Masashi Imoto, pediu demissão voluntária na semana passada, medida apoiada pelo grupo japonês. O executivo era diretor comercial da Usiminas desde 2016.

A saída do executivo ocorreu após a Usiminas iniciar processo de demissão por causa de cartão de visita de Imoto que, além do email da Usiminas, trazia também o email na NSSMC. "Cartão que foi checado, impresso e entregue a ele pela própria Usiminas", afirmou o grupo japonês em comunicado.

"Em protesto contra essa injustiça e deslealdade, o senhor Imoto antecipou-se e pediu demissão, para defender sua honra e para protestar contra essa situação que, aliás, não foi tratada com propriedade pela Usiminas", afirmou a NSSMC.

O controle da Usiminas é dividido entre os grupos Ternium/Techint e pela NSSMC, que desde 2014 disputam a gestão da companhia. Em meados do ano passado, a siderúrgica abriu ação de responsabilidade contra o ex-presidente-executivo Rômel de Souza, que era apoiado pelo grupo japonês.

"A NSSMC expressa seu desapontamento com o que aconteceu com o senhor Imoto porque isso deteriora e trai a boa ética, a transparência e a confiança mútua que têm marcado de forma profunda os 60 anos de excelente relacionamento entre a NSSMC, a Usiminas e os cidadãos mineiros e brasileiros", afirmou o grupo japonês na nota distribuída nesta sexta-feira.

As ações da Usiminas encerraram nesta sexta-feira com alta de 4,3 por cento, cotadas a 11,40 reais. O Ibovespa fechou em alta de 0,5 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia