ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Maia defende autonomia do Banco Central em reunião com Ilan

07/02/2018 14h58

(Reuters) - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta quarta-feira que iniciou as discussões sobre a autonomia do Banco Central em encontro com o presidente da autoridade monetária, Ilan Goldfajn, e defendeu esta mudança, afirmando que ela teria impacto positivo na economia.

Maia lembrou que é autor de um projeto de lei que trata da autonomia do BC e avaliou que seria importante votar esta matéria ainda no primeiro semestre deste ano.

No encontro com Ilan, Maia disse que também discutiu pautas legislativas de interesse do Banco Central e formas de reduzir o spread bancário, a diferença entre o custo de captação de recursos dos bancos e os juros cobrados aos consumidores.

"Iniciamos muito levemente a retomada de um debate que eu tenho até um projeto de lei meu, que eu acho muito importante, que é tratar da autonomia do Banco Central", disse Maia a jornalistas em Brasília.

"Eu acho que isso também tem impacto na economia muito forte. Acho que se a gente conseguisse avançar neste tema e nesse debate e até votar, se tiver agenda nesse primeiro semestre, seria muito bom", disse o presidente da Câmara.

Atualmente o presidente do Banco Central tem status de ministro, mas, diferentemente de outros países em que a autonomia do BC é formal, o presidente da instituição não tem mandato e pode ser demitido pelo presidente da República a qualquer momento.

Na véspera, o líder do governo no Senado, Romero Jucá (MDB-RR), também lembrou ter um projeto de independência do Banco Central ao defender que 2018 será um ano curto para aprovar medidas econômicas no Legislativo.

(Por Eduardo Simões, em São Paulo)

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia