Bolsas

Câmbio

BNDES não vai devolver R$30 bilhões ao Tesouro este mês

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - BNDES não vai cumprir acordo de devolver este mês a primeira parcela de R$ 30 bilhões ao Tesouro Nacional de um total previsto de R$ 130 bilhões neste ano, disseram à agência de notícias Reuters três fontes próximas das discussões.

O pagamento de R$ 30 bilhões foi retirado da pauta de reunião da diretoria do banco pelo presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, realizada na última segunda-feira (26).

Leia também:

"Ontem teve reunião de diretoria e aconteceria uma reunião extraordinária do conselho, que acabou não acontecendo porque foi retirada da pauta a discussão sobre a devolução dos R$ 30 bilhões. O combinado era devolver R$ 30 bilhões até o fim de fevereiro, o que não vai acontecer", disse à Reuters uma das fontes.

A próxima reunião do conselho do banco deve ocorrer na semana que vem.

Segundo a fonte, Castro teria "feito algumas exigências ao governo" para aprovar a devolução dos recursos ao Tesouro. Uma segunda fonte confirmou que o prazo para devolução não será respeitado.

Castro estaria condicionando a devolução dos recursos a atendimento de "pedidos para o último mês dele à frente do BNDES", disse uma das fontes.

O presidente do BNDES é pré-candidato à Presidência da República pelo PSC e terá que deixar o cargo até o começo de abril, caso decida mesmo se candidatar.

Busca por sucessor

As fontes comentaram que Castro estaria atuando para nomear um novo diretor de Tecnologia da Informação antes de sua saída da presidência do BNDES, além de aprovação de indicação dele para seu sucessor no comando do banco, de preferência um nome da casa.

"Para a gente não muda nada não devolver agora os R$ 30 bilhões", disse uma fonte do governo federal.

Por sua vez, o Tesouro informou que mantém a expectativa de receber esse ano R$ 130 bilhões do BNDES como devolução de parte dos aportes feitos no passado ao banco. Durante os governos do PT foram injetados no banco de fomento cerca de R$ 500 bilhões.

Procurado, o BNDES não se manifestou sobre o assunto até a publicação desta reportagem.

O que o PIB tem a ver com a sua vida?

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos