Bolsas

Câmbio

Cade aprova compra da Piraquê pela M. Dias Branco

Flavia Bohone

SÃO PAULO (Reuters) - A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a compra da Piraquê pela M. Dias Branco, de acordo com despacho publicado no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (19).

No fim de janeiro a M. Dias Branco anunciou a operação para compra de 100% da fabricante de biscoitos Piraquê, em acordo que avalia a empresa em R$ 1,55 bilhão. Naquele momento, a empresa informou ainda que a medida reflete uma estratégia comercial da empresa para acelerar seu crescimento, principalmente nas regiões Sul e Sudeste e para incluir ao seu portfólio produtos de alto valor agregado.

Leia também:

Em sua decisão, a superintendência-geral do Cade afirmou que um eventual exercício de poder de mercado por parte das empresas no mercado de biscoitos é improvável.

"Verificou-se que a dinâmica concorrencial do segmento em apreço é caracterizada por fatores como diversidade de players, atuando em um ambiente competitivo, em que os produtos do mercado são considerados significativamente homogêneos", disse o Cade, acrescentando que distribuidores e grandes varejistas consultados relataram poder de barganha em relação a seus fornecedores.

Reveja campanhas publicitárias clássicas que ficaram na memória

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos