PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Dólar sobe e volta a encostar em R$3,40 com correção

19/04/2018 11h55

Por Claudia Violante

SÃO PAULO (Reuters) - Após três dias de baixa, o dólar subia e voltava a encostar no patamar de 3,40 reais nesta quinta-feira, mesmo movimento visto no exterior em relação às outras divisas de países emergentes, com a agenda esvaziada jogando a atenção dos investidores para a cena política local.

Às 11:53, o dólar avançava 0,53 por cento, a 3,3980 reais na venda, depois de cair 1,34 por cento nos três últimos pregões. Na máxima do dia, a moeda norte-americana foi a 3,4035 reais. O dólar futuro tinha alta de cerca de 0,50 por cento.

"Vemos um movimento de correção técnica após a queda da véspera", trouxe a Correparti Corretora em relatório.

Apenas na quarta-feira, o dólar recuou 0,82 por cento, num dia de maior busca pelo risco no exterior e forte avanço dos preços das commodities, que se mantinha nesta sessão e limitava movimento de correção maior no câmbio.

No exterior, o dólar exibia leve baixa ante uma cesta de moedas e pequenas altas ante divisas de países emergentes, como o peso mexicano e a lira turca.

O mercado continuava atento à cena política local a poucos meses da eleição presidencial de outubro e que se mostra bastante indefinida. Mesmo com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva preso, os investidores temem que ele possa influenciar no pleito.

O mercado financeiro considera Lula, que lidera as pesquisas de intenção de voto, menos comprometido com o atual ajuste fiscal.

O Banco Central vendeu todo o lote de 3,4 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, rolando 1,530 bilhão de dólares do total de 2,565 bilhões de dólares que vence em maio.

Se mantiver esse volume diário e vendê-lo integralmente, o BC rolará o valor total dos swaps que vencem no próximo mês.

(Edição de Patrícia Duarte)