Bolsas

Câmbio

Temer defende com Piñera novo acordo de livre comércio entre Brasil e Chile

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Michel Temer afirmou nesta sexta-feira que Brasil e Chile vão buscar um novo e ambicioso acordo de livre comércio entre os dois países e destacou que, mais do que buscar o fim de barreiras tarifárias de parte a parte, o objetivo conjunto agora é de "superar" entraves regulatórios.

Temer disse que a reunião que teve com o presidente chileno, Sebastián Piñera, no Palácio do Planalto foi "extremamente positiva" e avaliou que, no momento em que as duas economias têm fortes relações comerciais e os empresários de ambos países se conhecem bem, o papel do governo é "criar melhores condições para intensificar as relações".

O presidente destacou que o intercâmbio entre os dois países aumentou mais de 20 por cento em 2017, numa comparação com o ano anterior.

Em rápida declaração à imprensa ao lado do presidente chileno antes de seguir para uma recepção no Palácio do Itamaraty, Temer disse que os dois discutiram também a situação da Venezuela, que vive grave crise político-econômica.

Para o presidente, não há alternativa para a Venezuela a não um regime declaradamente democrático.

Temer também saudou o encontro histórico dos líderes das duas Coreias. Afirmou que espera que o encontro sele a paz na região.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos