PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Economia da Alemanha ainda cresce mas perdeu força, diz banco central

22/05/2018 08h59

FRANKFURT (Reuters) - O crescimento da economia alemã, a maior da Europa, continua robusto mas o ímpeto provavelmente enfraqueceu e o risco de uma guerra comercial global permanece, disse o banco central do país nesta terça-feira em um relatório econômico mensal.

Grande parte da queda do crescimento no primeiro trimestre se deveu a fatores excepcionais, de modo que uma recuperação ainda é provável, mesmo se o ritmo de crescimento geral também tenha desacelerado um pouco, disse o Bundesbank.

"Esperávamos que o boom na Alemanha continuasse", disse o Bundesbank. "No entanto, o momento econômico pode ter enfraquecido antes do esperado para uma taxa de expansão apenas ligeiramente acima do crescimento potencial".

O crescimento da Alemanha caiu para 0,3 por cento no primeiro trimestre, a menor leitura em seis trimestres, levantando a preocupação de que o motor de crescimento da Europa estivesse perdendo força e sugerindo que a expansão de cinco anos da zona do euro pode ter atingido o pico.

A desaceleração ocorre em um momento delicado para o Banco Central Europeu (BCE), que está debatendo se deve ou não encerrar um esquema de compra de bônus de 2,55 trilhões de euros, satisfeito que o crescimento esteja forte o suficiente para gerar a necessária inflação.

Mas o Bundesbank descartou algumas dessas preocupações, argumentando que a desaceleração deve ser vista no contexto de um momento excepcionalmente forte desde meados de 2016.

Ainda assim, os riscos de queda para o crescimento global permanecem, particularmente com relação à política comercial dos EUA e sua disputa com a China, que pode provocar uma guerra comercial mais ampla, acrescentou o Bundesbank, repetindo sua preocupação com o atrito comercial.

(Por Balazs Koranyi)