PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Maia diz que aguardará decreto sobre Cide para votar reoneração

23/05/2018 19h20

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que aguardará o governo do presidente Michel Temer publicar o decreto que zera a Cide sobre o diesel para colocar em votação a proposta de reoneração da folha de pagamento de alguns setores da economia.

Na véspera, o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, disse em pronunciamento no Palácio do Planalto que o governo editaria o decreto que zera a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) após o Congresso aprovar a reoneração. Essa posição foi reafirmada pelo ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, que disse que a compensação da perda de receitas com a Cide é uma exigência da Lei de Responsabilidade Fiscal.

"Vamos esperar o decreto da Cide. Porque da forma que o ministro tratou ontem não podemos aceitar. O governo decidiu e informou que vai reduzir a Cide, reduz a Cide. Nós vamos cumprir nosso papel e tratar da reoneração no momento adequado", disse Maia a jornalistas.

"Esse jogo de que um faz e outro faz... ou confia ou não confia. Aliás, tem muitos temas do governo aqui que estão na nossa pauta, então ou eles confiam, ou não confiam, ou não dá para a gente avançar."

Maia disse esperar que o governo edite o decreto zerando a Cide nesta semana para que, na próxima semana, a Câmara vote a reoneração. Ele reiterou que o texto da proposta a ser aprovado na Casa incluirá uma redução do PIS/Cofins sobre o diesel.

(Por Eduardo Simões, em São Paulo)