ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Petrobras eleva preço da gasolina pela 1ª vez em duas semanas após acordo da Opep

José Roberto Gomes

25/06/2018 10h55

SÃO PAULO, 25 Jun (Reuters) - A Petrobras elevará os preços da gasolina nas refinarias em 0,8% a partir de terça-feira (26), na primeira alta desde 9 de junho, dias após a Opep anunciar um novo acordo de produção que provocou forte alta nas cotações internacionais da commodity (matéria-prima).

Isso não significa necessariamente que a mudança chegará ao consumidor final na bomba. Os postos são livres para aplicar ou não o reajuste, e na porcentagem que desejarem.

Leia também:

Com o reajuste, que faz parte de uma política de formação de preços em vigor há quase um ano, a Petrobras passará a comercializar a gasolina nas refinarias a R$ 1,8783 por litro. Essa sistemática leva em consideração fatores como mercado internacional e câmbio, dentre outros.

Na sexta-feira, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo concordou com um modesto aumento de produção a partir de julho, mas sem anunciar uma meta clara. Diante desse cenário, os preços do Brent e do WTI dispararam mais de 3% --nesta segunda-feira (25) operam sem direção definida. 

A Opep e seus aliados participam desde o ano passado de um pacto para reduzir a produção em 1,8 milhão de barris por dia (bpd). A medida ajudou a reequilibrar o mercado nos últimos 18 meses e impulsionou os preços para cerca de US$ 75 por barril, após checar a US$ 27 em 2016.

Recentemente, vinha prevalecendo o sentimento de que a Opep anunciaria um aumento maior de produção, o que fez os preços do petróleo e, por tabela, da gasolina da Petrobras recuarem desde maio.

Com relação ao diesel, o valor praticado pela Petrobras segue congelado em R$ 2,0316 por litro.

A empresa interrompeu reajustes e aderiu a um programa de subvenção ao diesel, do governo federal, como forma de reduzir os preços no mercado interno sem prejudicar seu balanço financeiro.

O programa de subvenção foi lançado pelo governo como resultado das negociações com caminhoneiros para encerrar uma grande greve no mês passado, que protestava contra os elevados preços do diesel no país.

Veja dicas para economizar combustível no seu carro

UOL Carros

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia