ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

JBS suspende fornecedor após alegações de crueldade animal

De São Paulo

18/07/2018 08h00

A JBS, maior produtora de carne do mundo, disse na terça-feira (17) que parou de usar um de seus fornecedores depois que um grupo dos direitos dos animais divulgou um vídeo mostrando supostos maus-tratos de porcos.

O grupo dos direitos dos animais Mercy for Animals divulgou nesta terça-feira imagens que diz terem sido gravadas nos Estados Unidos, mostrando funcionários batendo em leitões e arrancando seus testículos sem anestesia, enquanto porcas eram confinadas em gaiolas de metal muito pequenas. A agência de notícias Reuters não conseguiu confirmar independentemente a autenticidade do vídeo.

Leia também:

A JBS disse em comunicado que suspendeu os envios desse fornecedor e começou uma investigação, sem nomear a empresa envolvida. A JBS disse não tolerar ou participar de nenhum tipo de abuso de animais.

"As imagens apresentadas no vídeo ficam completamente fora dos padrões da empresa", disse o comunicado da JBS.

O Mercy for Animals, que se descreve como organização não-lucrativa dedicada a prevenir a crueldade contra animais de criação, disse à Reuters que o vídeo foi gravado em uma unidade da Tosh Farms em Franklin, no Estado norte-americano de Kentucky, entre dezembro de 2017 e março de 2018.

A Tosh Farms está entre os 25 maiores produtores de porcos dos EUA e é fornecedor da JBS, segundo o Mercy for Animals.

A Tosh Farms não respondeu imediatamente à mensagem e ligação procurando comentários.

O Mercy for Animals descreveu as imagens como chocantes e pediu que as partes supostamente responsáveis pelo bem-estar dos animais mudassem suas práticas.

Mais Economia