PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

TSE abre investigação por suposto uso da máquina pública na Paraíba a favor de Haddad

26/10/2018 18h05

BRASÍLIA (Reuters) - O Tribunal Superior Eleitoral autorizou nesta sexta-feira a abertura de um Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) contra a campanha do candidato petista, Fernando Haddad, por supostamente ter sido beneficiada por ações do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho.

A ação foi pedida pela coligação do candidato do PSL, Jair Bolsonaro, que acusa Coutinho de ter usado a máquina pública do governo da Paraíba a favor da candidatura de Haddad.

No pedido, a coligação alega que Coutinho usou um jornal local financiado pelo governo do Estado para fazer matérias em defesa de Haddad e negativas a Bolsonaro. Além disso, acusa o governador de ter feito reuniões para pressionar funcionários públicos a fazer campanha pelo candidato petista.

O corregedor-geral do TSE, Jorge Mussi, aceitou o pedido de investigação e mandou ouvir as partes. No entanto, negou o pedido de liminar da coligação, que queria a retirada do ar de material produzido pelo jornal A União.

Na sua decisão, Mussi alega que as matérias precisam ser analisadas com cuidado e que, se em algumas pode-se vislumbrar "um conteúdo de crítica ou avaliação desprimorosa" de aliados de Bolsonaro, em outras haveria apenas uma "defesa apaixonada do povo nordestino" e a reprodução de falas de personalidades políticas.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)