ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Petrobras adia hibernação de fábricas de fertilizantes, avalia arrendamento

30/10/2018 11h47

SÃO PAULO (Reuters) - A Petrobras postergou para 31 de janeiro de 2019 a hibernação de suas fábricas de fertilizantes localizadas em Sergipe (Fafen-SE) e na Bahia (Fafen-BA), informou a petroleira em comunicado nesta terça-feira, ressaltando que ainda busca alternativas ao processo.

A decisão de hibernação faz parte da estratégia da companhia de deixar o setor de fertilizantes. Mas alternativas para as unidades, que incluem arrendamento, estão sendo avaliadas.

A companhia disse que está em contato com representantes dos governos e federações das indústrias, e que "se faz necessário este tempo adicional para a conclusão da análise das alternativas à hibernação, desde que mantidos os níveis mínimos de rentabilidade".

"Dentre estas alternativas consta um possível processo de arrendamento das fábricas a terceiros", acrescentou a Petrobras, sem dar mais detalhes, dizendo que futuros passos no desenvolvimento das análises serão comunicados ao mercado.

Anteriormente, a estatal havia informado que concluiria a hibernação das unidades até 31 de outubro.

O processo arrasta-se desde o início do ano. Inicialmente, esperava-se a hibernação até o fim do primeiro semestre, data que depois passou para 31 de outubro em razão de pressão política. Agora ficou para 31 de janeiro.

A Fafen-BA iniciou suas atividades em 1971 e atualmente pode produzir amônia, ácido nítrico, hidrogênio, gás carbônico, agente regulador líquido automotivo e ureia, segundo informações no site da empresa. Já a Fafen-SE, que entrou em operação em 1982, também produz amônia, ureia, entre outros produtos.

(Por José Roberto Gomes)

Mais Economia