IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Reforma da Previdência é imprescindível para Brasil crescer mais, diz diretor do Banco Mundial

21/11/2018 19h25

RIO DE JANEIRO, 21 Nov (Reuters) - A reforma da Previdência é imprescindível para o Brasil resolver o problema fiscal e crescer a economia num ritmo mais forte com aumento de produtividade e competitividade, disse nessa quarta-feira (21) o diretor do Banco Mundial para o Brasil, Martin Raiser.

Segundo Raiser, a reforma da Previdência tem que ser feita no ano que vem para não comprometer o PIB (Produto Interno Bruto) potencial do país.

"O importante é ter uma reforma rápida, no ano que vem, para manter ao menos os ganhos fiscais previstos no governo Temer", afirmou Raiser a jornalistas. "Sem a reforma, o Estado vai quebrar e o risco e também da inflação voltar", complementou.

A projeção de déficit para Previdência este ano supera R$ 200 bilhões e pode chegar a cerca de R$ 220 bilhões em 2019. Para o ano que vem, o Banco Mundial projeta expansão de 2% a 2,5% do PIB brasileiro, afirmou Raiser.

"Do jeito que está a Previdência e o fiscal, o potencial de crescimento do Brasil é de algo como 2% ao ano. Países com mesmo nível de renda têm um potencial de crescimento de 4%", disse ele a em evento do Cebri (Centro Brasileiro de Relações Internacionais) e BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Analistas indicam um crescimento perto de 3% em 2019. Segundo Raiser, no entanto, "será mais um voo de galinha", se não forem feitas as reformas macro e microeconômicas que aumentariam a competitividade e a produtividade do país.

(Por Rodrigo Viga Gaier; Edição de Maria Pia Palermo)

Mais Economia