IPCA
-0.04 Set.2019
Topo

Varejo surpreende e tem melhor julho em 6 anos

Renato Cerqueira/Estadão Conteúdo
Imagem: Renato Cerqueira/Estadão Conteúdo

Por Rodrigo Viga Gaier

Rio de Janeiro

11/09/2019 09h06Atualizada em 11/09/2019 14h57

As vendas no varejo brasileiro cresceram 1,0% em julho sobre junho, com ajuste sazonal, mostraram dados do IBGE hoje, no melhor desempenho para o mês em seis anos.

É a terceira alta consecutiva, período em que as vendas acumularam aumento de 1,6%. Os números do varejo em junho foram revisados para mostrarem alta de 0,1% para crescimento de 0,5%.

Com o resultado, o patamar de vendas no setor varejista volta a ficar próximo do de junho de 2015. Ainda assim, está 5,3% abaixo do nível recorde alcançado em outubro de 2014.

A média móvel do trimestre encerrada em julho (+0,5%) mostrou aceleração no ritmo das vendas ante o trimestre encerrado em junho (+0,1%).

Sobre julho do ano passado, as vendas no varejo subiram 4,3% —maior taxa para essa comparação desde novembro de 2018 (+4,5%), na quarta alta seguida.

Em 12 meses, as vendas subiram 1,6% até julho, ante crescimento de 1,2% no período até junho, numa indicação de ganho de ritmo no varejo.

Sete das oito atividades pesquisadas cresceram em julho. Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (+1,3%) —setor de maior peso—, Outros artigos de uso pessoal e doméstico (+2,2%) e Móveis e eletrodomésticos (+1,6%) exerceram as maiores influências positivas.

Apenas o segmento de Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (-1,6%) teve queda em julho.

Por que a inflação no nosso bolso parece maior do que a inflação oficial?

UOL Notícias
Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado no título e no primeiro parágrafo deste texto, as vendas no varejo brasileiro avançaram 1% em julho na comparação com o mês anterior, e não 1,7%. A informação foi corrigida.

Mais Economia