PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Investimento empresarial nos EUA cai no 2º tri muito mais do que o esperado

26/09/2019 09h50

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) - O investimento empresarial nos Estados Unidos contraiu mais fortemente do que o estimado anteriormente para segundo trimestre, e o crescimento dos lucros corporativo foi morno, lançando uma sombra sobre a economia, perseguida pelos temores de recessão ventilados pelo mercado financeiro.

O investimento empresarial caiu a uma taxa anualizada de 1,0% no último trimestre, informou o governo em sua terceira leitura do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre, em dados divulgados nesta quinta-feira.

Foi o declínio mais acentuado desde o quarto trimestre de 2015. Antes, os dados indicavam que o investimento empresarial tinha diminuído a um ritmo de 0,6%.

A queda foi puxada pelo tombo de 11,1% nos gastos com construção, o que refletiu quedas nas categorias de comércio, saúde e exploração de mineração, dutos e poços.

Os lucros após impostos sem ajuste de "valuation" de estoque e de consumo de capital --que correspondem aos lucros do S&P 500-- aumentaram a uma taxa de 3,3%, abaixo da estimada anteriormente (+4,8%).

Os fracos gastos das empresas e o crescimento morno dos lucros podem levantar dúvidas sobre a capacidade dos consumidores de continuar amparando a economia.

O Produto Interno Bruto (PIB) aumentou a uma taxa anualizada de 2,0% no segundo trimestre, com os gastos mais fortes dos consumidores em quatro anos e meio compensando as exportações fracas e ritmo mais lento do investimento em estoques.

A economia cresceu a uma taxa de 3,1% no trimestre entre janeiro e março. Na primeira metade de 2019, o PIB cresceu 2,6%.