PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Vale tem aval para venda de ativos ao Grupo AVG e prevê concluir negócio em 2020

30/01/2020 19h06

SÃO PAULO (Reuters) - A Vale recebeu autorização do órgão de defesa da concorrência para uma operação de venda de ativos à Mineração Serra Azul, empresa do Grupo AVG, que atua em negócios que vão do minério de ferro à siderurgia e energia.

O negócio, que envolve as minas de minério de ferro Emesa e Santanense e ativos relacionados, foi aprovado "sem restrições" pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), segundo publicação no Diário Oficial da União desta quinta-feira.

Com a aprovação do órgão antitruste, a Vale afirmou à Reuters que as partes estão aguardando eventuais recursos de terceiros e que o fechamento da operação está previsto, em princípio, para o segundo semestre de 2020.

O valor da transação não foi revelado.

A mineradora informou ainda que, em 2018, foi produzido na Emesa cerca de um milhão de toneladas de pellet e sinter feed. A mina de Santanense produziu, no mesmo período, 680 mil tons de ROM, transferidos para Emesa.

O AVG já possuía relações comerciais com essas minas e, com a operação, está comprando também uma planta de processamento da Emesa, que era usada para processar pilhas de rejeitos produzidas por ela e minério de ferro "sinter feed" extraído da mina de Santanense.

As minas vendidas pela Vale haviam sido adquiridas pela companhia em 2019, em meio à compra da Ferrous Resources.

(Por Luciano Costa)