PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Órgão da ONU vê forte impacto do coronavírus no investimento estrangeiro direto

Estrutura do novo coronavírus COVID-19
Imagem: Estrutura do novo coronavírus COVID-19

John Miller e Michael Shields

Em Zurique

08/03/2020 16h28

O surto de coronavírus causará redução de 5% a 15% no investimento estrangeiro direto (IEE) no mundo, em comparação às previsões anteriores, sendo os setores automotivos, aviação e de energia os mais afetados, disse um relatório da ONU neste domingo.

A Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) indicou que o impacto negativo do vírus provavelmente será ainda maior.

Das 100 empresas multinacionais supervisionadas pela UNCTAD como um barômetro econômico global, muitas estão diminuindo os investimentos nas áreas afetadas e 41 emitiram advertências sobre resultados até agora, disse a agência.

Uma amostra maior de companhias, das 5.000 principais negociadas em bolsa, apresentou previsões menores de lucro para o ano fiscal de 2020, com revisão média de 9% no último mês devido ao vírus.

A indústria automotiva (-44%), as companhias aéreas (-42%) e as energia e materiais básicos (-13%) têm sido as mais afetadas, de acordo com a UNCTAD.

"As revisões até o momento provavelmente são conservadoras", disse a UNCTAD. "O impacto negativo do vírus provavelmente se espalhará e aumentará ainda mais."

PUBLICIDADE