PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Emirates interrompe quase todos os voos de passageiro e reduz salários

22/03/2020 16h47

DUBAI (Reuters) - A Emirates, uma das maiores companhias aéreas de longa distância do mundo, informou neste domingo que interromperá quase todos os voos de passageiros esta semana e reduzirá os salários dos funcionários em até metade do valor, devido ao impacto do coronavírus na demanda por viagens.

A companhia estatal de Dubai já havia anunciado a suspensão de quase 70% de sua rede de 159 destinos, pediu aos funcionários que tirassem férias não remuneradas e congelou contratações, já que o setor enfrenta um dos maiores desafios de todos os tempos.

"Como companhia aérea de rede global, nos encontramos em uma situação em que não é possível operar serviços de passageiros até que os países reabram suas fronteiras e retornem a confiança nas viagens", afirmou o presidente da Emirates, xeique Ahmed bin Saeed al-Maktoum, em comunicado.

A companhia aérea sediada em Dubai, que inicialmente disse que interromperia todas as operações de passageiros até quarta-feira, manterá alguns serviços para 13 países com voos de repatriação a pedido dos governos.

Os voos continuarão enquanto as fronteiras permanecerem abertas e houver demanda, afirmou. Os voos de carga também irão continuar.

A Emirates opera uma frota de 270 aeronaves, a maioria delas sendo jatos de passageiros da Airbus e da Boeing.

(Por Alexander Cornwell)