PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Ibovespa chega a cair mais de 9% com saída de Moro do governo

24/04/2020 11h44

Por Peter Frontini

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa desabava nesta sexta-feira, chegando a cair mais de 9,5% no pior momento da sessão, após o pedido de demissão do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Às 12:35, o Ibovespa caía 7,77 %, a 73.483,57 pontos. O volume financeiro era de 14,3 bilhões de reais.

O ministro lamentou tomar a decisão durante a pandemia de coronavírus, mas disse que foi inevitável.

A decisão de Moro --que ganhou notoriedade como principal juiz da operação Lava Jato-- ocorre após a demissão do diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, pelo presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira.

"Estamos vendo um governo se desfazer em meio à uma situação gravíssima de política internacional", afirmou Fernando Bergallo, da FB Capital.

"A troca do Ministro da Saúde em plena pandemia já pegou muito mal para o investidor estrangeiro. No momento em que o segundo pilar do governo, que emprestou a credibilidade para o Bolsonaro, sai do governo, você está perdendo outra perna desse tripé que não vai se sustentar sozinho", afirmou.

Para Jefferson Laatus, estrategista-Ccefe do Grupo Laatus, "a perda de credibilidade do governo Bolsonaro é gigantesca", acrescentando que agora o mercado também se preocupa com uma possível demissão do ministro da Economia, Paulo Guedes.

DESTAQUES

- PETROBRAS PN e PETROBRAS ON caíam 7% e 8%, respectivamente, devolvendo parte dos ganhos da semana, apesar de nova alta dos contratos futuros de petróleo.

- BANCO DO BRASIL ON despencava 13%, em sessão também bastante negativa para o setor bancário. BRADESCO PN recuava 9,5% e ITAÚ UNIBANCO PN perdia 6,5%.

- MARFRIG ON recuava 3%, após operar em patamar positivo no início da sessão. BRF ON caía 9%, após informar que chegou a um acordo para encerrar uma "class action" na Justiça de Nova York. Enquanto isso, JBS ON perdia 3,5%, diante da notícia de que funcionários da sua unidade de aves em Passo Fundo (RS) contraíram Covid-19, segundo fonte.

- VIA VAREJO desavalorizava-se 12%, anulando a alta que acumulou nas duas sessões anteriores. MAGAZINE LUIZA ON recuava 8%.