PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Ibovespa se realinha a Wall Street e cai abaixo de 79 mil pontos

04/05/2020 17h34

Por Peter Frontini

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice brasileiro de ações caiu nesta segunda-feira, com ativos domésticos se realinhando às bolsas internacionais, e

fechou abaixo dos 79 mil pontos.

O Ibovespa ainda se recuperou parcialmente após ter chegado a cair mais de 3% ao longo do dia, mas fechou a sessão com declínio de 2,02%, a 78.876,22 pontos, no menor nível em uma semana. O volume financeiro somou 19,3 bilhões de reais.

Após fortes quedas dos principais índices de Wall Street na sexta-feira --dia em que a bolsa brasileira esteve fechado devido ao feriado nacional do Dia do Trabalho -- as ações brasileiras tiveram um ajuste relativo de preços.

A situação ainda piorou quando os mercados norte-americanos reabriram nesta segunda-feira caindo mais, após o presidente dos EUA, Donald Trump, fazer novas ameaças de tarifas sobre a China, voltando a intensificar a tensão entre os países.

Durante a tarde, porém, Wall Street reagiu, com ajuda das ações de empresas de tecnologia, e os principais índices fecharam todos do azul. O S&P 500 subiu 0,42%.

Na agenda doméstica, os negócios seguem pressionados pelo noticiário político, em meio às acusações do ex-ministro da Justiça Sergio Moro de que o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir em investigações da Polícia Federal.

Segundo levantamento do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) para a XP Investimentos, a avaliação ruim ou péssima do governo de Bolsonaro aumentou para 49%, maior patamar já registrado.

Esta semana investidores também aguardam decisão de política monetária do Copom, com expectativa de novo corte na taxa básica de juros. A pesquisa Focus desta manhã apontou nova redução da estimativa para a Selic de 3% para 2,75% ao final deste ano.

O boletim também apontou que o Produto Interno Bruto (PIB) deve contrair 3,76% em 2020 ante projeção anterior de queda de 3,34%, diante das ações de isolamento para conter a disseminação do novo vírus.

Para o BTG Pactual, o cenário já incerto para a economia do país se torna ainda pior diante do caos na cena política.

DESTAQUES

- GOL PN desabou 10%, após reportar prejuízo de 2,3 bilhões de reais no primeiro trimestre, em números não auditados, praticamente por causa da depreciação do real ante o dólar. AZUL PN perdeu, de 12,9%.

- PETROBRAS PN caiu 3,7%, apesar de ter exportado recorde de 1 milhão de barris de petróleo por dia em abril, alta anual de 145%. PETROBRAS ON cedeu 3,2%.

- BB SEGURIDADE recuou 4,7%, após lucro líquido de 882,7 milhões de reais no primeiro trimestre, queda de cerca de 13% sobre o resultado obtido um ano antes, impactado pela epidemia de Covid-19.

- KLABIN UNT fechou em baixa de 0,17%. A empresa reportou prejuízo líquido de 3,14 bilhões de reais no primeiro trimestre, resultado negativo bem acima do esperado pela média dos analistas. SUZANO ON ganhou 2,8%.

- ITAÚ UNIBANCO PN perdeu 3,8%, antes da divulgação de resultado trimestral, após o fechamento da sessão. BRADESCO PN recuou 4,4% e SANTANDER BR desvalorizou-se 4,67%.

- MINERVA ON avançou 3,2%, um dos destaques positivos em sua estreia no Ibovespa. Também compondo o índice a partir desta segunda-feira, ENERGISA UNT caiu 3,84% e CPFL ENERGIA ON recuou 1,4%.