PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Dólar dispara contra real e volta a superar R$5 em volta após feriado

12/06/2020 09h24

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar disparava contra o real na manhã desta sexta-feira, superando com folga a marca de 5 reais em ajuste na volta de feriado, depois de uma quinta-feira turbulenta para ativos arriscados de todo o mundo.

Às 10:07, o dólar avançava 1,81%, a 5,0293 reais na venda, enquanto o dólar futuro de maior liquidez tinha alta de cerca de 1,23%, a 5,0415 reais.

Na máxima do dia, o dólar à vista foi a 5,1130 reais, alta de 3,5%.

Segundo analistas, o movimento deste pregão refletia a aversão a risco que havia tomado os mercados globais na véspera, quando não houve negociações no Brasil devido a feriado bancário.

Na quinta-feira, bolsas de valores e moedas arriscadas de todo o mundo registraram fortes perdas em resposta a projeções econômicas sombrias pelo Federal Reserve, que sinalizou que vai fornecer anos de apoio extraordinário para a economia norte-americana, que tem um longo caminho pela frente até uma recuperação em relação à crise do coronavírus.

As autoridades do banco central dos Estados Unidos projetaram um declínio de 6,5% no Produto Interno Bruto (PIB) para este ano e uma taxa de desemprego de 9,3% até o final de 2020.

"Ontem, os mercados globais tiveram fortes quedas diante da sinalização mais cautelosa do Fed e de informações de que a doença (Covid-19) voltou a ganhar força em regiões dos EUA que começaram a reverter as medidas de distanciamento social", escreveram analistas do Bradesco em nota.

Em ajuste após a queda da sessão anterior, boa parte das moedas emergentes ou ligadas a commodities --como dólar australiano, peso mexicano, lira turca e rand sul-africano-- saltava acentuadamente contra o dólar nesta sexta-feira, contrariando o movimento da divisa brasileira.

Jefferson Rugik, da Correparti Corretora, citou em nota "movimento de compensação", com os participantes do mercado partindo para um movimento de recomposição de posições defensivas, acrescentando que a "única certeza que fica é de que a 'rainha volatilidade' deve voltar a exibir forte presença no nosso mercado de câmbio".

Na última sessão, na quarta-feira, o dólar negociado no mercado interbancário fechou em alta de 1,05%, a 4,9398 reais na venda. Desde o fechamento da última sexta-feira, o dólar acumula alta de cerca de 2,25% contra o real, caminhando para fechar sua primeira semana de alta em 4 semanas.

O Banco Central realizará nesta sexta-feira leilão para rolagem de até 12 mil contratos de swap tradicional com vencimento em setembro de 2020 e fevereiro de 2021.