PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Juiz dos EUA nega pedido de nativos norte-americanos para evitar perda de terra para Rio Tinto

15/01/2021 13h49

(Reuters) - Um juiz dos EUA negou na quinta-feira um pedido de nativos americanos que buscava impedir que o governo do presidente Donald Trump publicasse um estudo ambiental que ocasionaria uma troca de terras necessária para que a Rio Tinto construa uma mina de cobre no Arizona.

A decisão é um duro golpe para a comunidade apache de San Carlos e outros que há muito se opõem ao projeto de cobre da Resolução do Rio, que seria construído em terras consideradas sagradas.

O juiz distrital dos EUA, Steven Logan, se recusou a emitir uma ordem de restrição que teria impedido o governo de publicar o estudo ambiental conforme planejado nesta sexta-feira, uma etapa que iniciaria uma contagem regressiva de 60 dias para transferir a terra para a Rio Tinto.

Os advogados das comunidades são obrigados, segundo o estatuto legal, a discutir o pedido de ordem de restrição com o governo, mas os procuradores do governo não retornaram as ligações da tribo, mostram os documentos do processo. Como os dois lados não se falaram, Logan disse que não aprovaria a ordem de restrição.

O juiz acrescentou que, mesmo que o estudo seja publicado, não significa necessariamente que a troca de terras será realizada, embora o Congresso dos Estados Unidos tenha ordenado apenas isso em 2014. O juiz marcou uma série de audiências sobre o assunto nas próximas duas semanas .

Os advogados dos membros tribais dizem que estão ansiosos pelas audiências e esperam que o juiz invalide o estudo ambiental, se for publicado, ou declare a decisão de 2014 do Congresso inconstitucional.

(Por Ernest Scheyder e Melanie Burton)

PUBLICIDADE