PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Importação de petróleo pela Índia tem máxima de quase 3 anos em dezembro

19/01/2021 15h14

Por Nidhi Verma

NOVA DÉLHI (Reuters) - As importações de petróleo pela Índia avançaram em dezembro para os maiores níveis em quase três anos, atingindo mais de 5 milhões de barris por dia (bpd), à medida que refinarias locais ampliavam operações para atender a uma recuperação na demanda por combustíveis, mostraram dados de fontes comerciais.

A corrida da Índia por petróleo no final do ano coincidiu com um aumento na demanda de países importadores do norte da Ásia durante o inverno local, o que elevou os preços e acelerou a redução dos estoques armazenados em instalações flutuantes no mundo.

Em dezembro, as importações de petróleo pela Índia, terceira maior compradora e consumidora global da commodity, ficaram cerca de 29% acima do registrado no mês anterior, além de 11,6% acima do visto em igual período de 2019, indicaram os dados, após o consumo de combustíveis crescer pelo quarto mês consecutivo, para uma máxima de 11 meses.

"As taxas de utilização das refinarias na Índia também estão se aproximando da capacidade máxima, e provavelmente as refinarias estão reabastecendo os estoques, antecipando preços mais altos durante o inverno", disse Ehsan Ul Haq, analista da Refinitiv.

"Esse é o prenúncio de uma recuperação na demanda por combustíveis e de uma melhora nas margens de refino", acrescentou.

Apesar disso, no acumulado de 2020 as importações de petróleo pela Índia recuaram em cerca de um décimo frente ao ano anterior, para 4,04 milhões de bpd, menor nível em cinco anos, segundo dados compilados pela Reuters.

A participação da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) nas importações indianas, incluindo as ofertas da zona neutra Arábia Saudita-Kuweit, recuaram para uma mínima de 67% em dezembro. A média nos primeiros nove meses do atual ano fiscal da Índia, que termina em março, foi de cerca de 74%.

PUBLICIDADE