PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Governo alemão reduz previsão de crescimento do PIB devido a lockdown prolongado

27/01/2021 11h04

Por Michael Nienaber

BERLIM (Reuters) - O governo alemão reduziu nesta quarta-feira sua previsão de crescimento para a maior economia da Europa para 3% este ano, uma revisão brusca em relação a uma estimativa do ano passado de salto de 4,4%, devido ao segundo lockdown em resposta ao coronavírus.

"Atualmente, estamos vendo um achatamento no número de infecções, o que dá esperança", disse o ministro da Economia do país, Peter Altmaier, mas alertou que a situação continua séria por causa de uma cepa do vírus mais infecciosa.

"Portanto, não devemos jogar fora o que foi alcançado", disse Altmaier, em meio a pedidos de flexibilização das medidas de lockdown em breve.

A chanceler Angela Merkel e líderes estaduais concordaram na semana passada em prorrogar o lockdown até meados de fevereiro, à medida que a Alemanha, que já foi um modelo no combate à pandemia, luta contra uma segunda onda e um número recorde de mortes por Covid-19.

Altmaier passou um quadro de uma economia em duas velocidades, na qual a indústria continuou a ter um bom desempenho enquanto os serviços estavam sofrendo com as restrições que foram impostas no início de novembro e apertadas em meados de dezembro.

"O cenário está dividido: embora a indústria atualmente continue robusta, o setor de serviços está gravemente afetado", disse Altmaier, acrescentando que isso estava desacelerando a recuperação.

A economia alemã encolheu 5%, taxa menor do que o esperado, no ano passado. Isso ainda marcou a segunda maior contração econômica da história no período pós-guerra, superada apenas pela queda recorde de 5,7% em 2009, durante a crise financeira.

O sentimento dos empresários alemães caiu para uma mínima em seis meses em janeiro, depois que a segunda onda de Covid-19 interrompeu a recuperação, disse o instituto Ifo na segunda-feira. Mas ele acrescentou que o sentimento entre os exportadores do setor industrial melhorou significativamente.