PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Parecer de PEC emergencial prevê prorrogação de auxílio, mas não traz valor

Parecer do relator prevê que as despesas com o auxílio este ano não serão consideradas para a apuração da meta de resultado primário - Getty Images
Parecer do relator prevê que as despesas com o auxílio este ano não serão consideradas para a apuração da meta de resultado primário Imagem: Getty Images

Maria Carolina Marcello

22/02/2021 12h54

BRASÍLIA (Reuters) - O relator da chamada PEC emergencial, senador Marcio Bittar (MDB-AC), apresentou nesta segunda-feira parecer preliminar à proposta em que suspende condicionalidades para permitir a concessão de um auxílio residual neste ano aos mais vulneráveis.

O texto do relator obtido pela Reuters não traz um valor ou previsão de parcelas para a prorrogação do auxílio emergencial.

Em entrevista à GloboNews, Bittar esclareceu que deixará a cargo do Executivo a definição, mas comentou que a quantia deve ser entre 250 e 300 reais, por 4 meses.

O parecer de Bittar prevê que as despesas com o auxílio este ano não serão consideradas para a apuração da meta de resultado primário. Também ficarão ressalvadas do limite estabelecido pela Constituição que proíbe o governo de se endividar para cobrir gastos correntes (regra de ouro).