PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

IGP-DI desacelera alta a 2,71% em fevereiro com arrefecimento da inflação ao produtor, diz FGV

08/03/2021 08h33

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) - O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) desacelerou a alta a 2,71% em fevereiro, de 2,91% no mês anterior, refletindo a menor pressão dos preços ao produtor, de acordo com os dados divulgados nesta segunda-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

A expectativa em pesquisa da Reuters era de alta de 2,32% em fevereiro. Com o resultado do mês passado o índice acumula avanço de 29,95% em 12 meses.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-DI), que responde por 60% do indicador, passou a subir 3,40% em fevereiro depois de disparar 3,92% em janeiro.

O principal responsável para esse resultado foi o grupo Matérias-Primas Brutas, que reduziu sua alta a 2,08% no mês passado, após saltar 7,29% na leitura de janeiro.

Ainda assim, André Braz, coordenador dos índices de preços da FGV Ibre, destacou o movimento de aceleração dos Bens Finais e Intermediários. O primeiro grupo saltou 1,80% em fevereiro, de 0,79% anteriormente, enquanto o segundo avançou 6,60%, após ganho de 2,88% em janeiro.

O consumidor viu a alta dos preços avançar, já que o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) --que responde por 30% do IGP-DI-- subiu 0,54% em fevereiro, de alta de 0,27% em janeiro.

A recuperação dos preços de Habitação, que subiram 0,08% em fevereiro, deixando para trás a queda de 1,16% registrada em janeiro, ficou entre os destaques do IPC, assim como o grupo Transportes, cujos preços saltaram 2,29% no mês passado, contra leitura anterior de 0,88%. Os preços das tarifas de eletricidade residencial e da gasolina foram os principais responsáveis por esse comportamento.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), por sua vez, acelerou a alta no período a 1,89%, de 0,89% em janeiro.

O IGP-DI é usado como referência para correções de preços e valores contratuais. Também é diretamente empregado no cálculo do Produto Interno Bruto (PIB) e das contas nacionais em geral.

Veja abaixo a variação dos grupos (em %):

Janeiro Fevereiro

IGP-DI +2,91 +2,71

IPA +3,92 +3,40

.Estágios

..Bens Finais +0,79 +1,80

..Bens Intermediários +2,88 +6,60

..Matérias Primas Brutas +7,29 +2,08

.Origem

..Produtos Agropecuários +3,25 +2,37

..Produtos Industriais +4,20 +3,83

IPC +0,27 +0,54

.Alimentação +1,24 +0,09

.Habitação -1,16 +0,08

.Vestuário +0,55 +0,03

.Saúde e Cuidados Pessoais +0,28 +0,29

.Educação, Leitura e +0,37 +0,12

Recreação

.Transportes +0,88 +2,29

.Despesas Diversas +0,38 +0,24

.Comunicação -0,04 -0,07

INCC +0,89 +1,89

.Materiais, Equipamentos e +1,26 +3,75

Serviços

.Mão de Obra +0,55 +0,12

PUBLICIDADE