PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Petrobras e NY respaldam fechamento positivo do Ibovespa após sessão volátil

09/03/2021 18h39

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou em alta nesta terça-feira, com a recuperação de Petrobras entre os principais suportes, assim como a performance positiva em Wall Street.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 0,65%, a 111.330,62 pontos, ao final de uma sessão volátil, em que oscilou entre a mínima de 109.343,23 pontos e a máxima de 112.524,50 pontos. O volume financeiro totalizou 41,1 bilhões de reais.

A alta vem depois do Ibovespa cair 4% na segunda-feira, após o ministro do STF Edson Fachin anular condenações impostas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela 13ª Vara Federal de Curitiba no âmbito da operação Lava Jato.

A decisão devolveu ao petista os direitos políticos e pode, se mantida, embaralhar a sucessão presidencial de 2022.

Para o sócio e líder de mesa de operações de renda variável da Bluetrade, Bruno Moura, a anulação traz nova incerteza para o futuro político do país, e incerteza significa volatilidade.

"O sentimento de polarização partidária aumenta e o risco de votações importantes como PEC Emergencial, reforma fiscal e privatizações podem ficar mais difíceis", observou, acrescentando que isso pode travar a retomada econômica do país.

Preocupações com o risco de nova desidratação da PEC Emergencial, que também pesaram na segunda-feira, porém, foram de certa forma amenizadas nesta sessão, ajudando a bolsa.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que a ideia do relator da PEC Emergencial, deputado Daniel Freitas (PSL-SC), é manter com pouca ou nenhuma alteração o texto da proposta que veio do Senado.

"Isso traz otimismo para uma aprovação da emenda constitucional ainda voltada à regra de contenção fiscal", avaliou.

A previsão é que a admissibilidade da PEC Emergencial seja analisada pela Câmara nesta terça, e tenha os dois turnos votados na quarta-feira.

No exterior, Wall Street fechou no azul, com o declínio nos rendimentos dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos endossando compras de ações e favorecendo principalmente a recuperação de ações de tecnologia.

DESTAQUES

- PETROBRAS PN fechou em alta de 2,32%, após forte queda na véspera, quando a ação fechou na mínima em quatro meses e ampliou o declínio acumulado em 2021 para 25,55% - boa parte no mês passado.

- ITAÚ UNIBANCO PN avançou 1,38% e BRADESCO PN subiu 0,83%, recuperando parte das perdas expressivas na segunda-feira. BANCO DO BRASIL ON cedeu 0,72%, sem trégua nos ruídos sobre mudança do comando do banco estatal.

- VALE ON caiu 1%, afetada pelo tombo de quase 10% dos futuros do minério de ferro na China, com restrições à produção no polo siderúrgico de Tangshan em meio a medidas antipoluição impactando esperanças de uma retomada na demanda.

- MARFRIG ON subiu 1,85%, em sessão positiva para o setor de proteínas e após reportar lucro recorde de 3,3 bilhões de reais em 2020, além de plano de recompra de ações e distribuição de dividendos. MINERVA ON ganhou 6,14%.

- MAGAZINE LUIZA ON avançou 1,26%, após alta de 40% no lucro quarto trimestre e declaração da varejista de que começou o ano em ritmo acelerado. No setor, B2W ON caiu 5,25% e VIA VAREJO ON recuou 4,85%.

PUBLICIDADE