PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Empresas financeiras e ligadas a consumo pressionam ações chinesas

21/05/2021 07h47

XANGAI (Reuters) - Os principais índices de ações da China terminaram em queda nesta sexta-feira, pressionados pelos setores financeiro e de consumo, embora o setor de commodities tenha se recuperado da queda da sessão anterior, à medida que os investidores processavam a promessa de Pequim de manter os preços das commodities sob controle.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 1,01%, mas registrou ganho semanal de 0,46%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,58% no dia, caindo 0,11% no acumulado da semana.

O subíndice do setor financeiro recuou 1,44%, o de consumo teve queda de 1,17% e o setor imobiliário caiu 1,02%, enquanto o subíndice de saúde perdeu 1,43%.

Mas as empresas chinesas de commodities fecharam em alta, já que analistas disseram que a promessa da China de fortalecer sua intervenção para conter aumentos "irracionais" nos preços das commodities provavelmente terá apenas um efeito temporário.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,78%, a 28.317 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,03%, a 28.458 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,58%, a 3.486 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,01%, a 5.134 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,19%, a 3.156 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 1,62%, a 16.302 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,26%, a 3.117 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,15%, a 7.030 pontos.

(Por Andrew Galbraith)