PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Especulador volta a cortar apostas no real e estoque cai a mínima em 4 meses

O saldo líquido comprado em contratos de real na Bolsa Mercantil de Chicago terminou o último dia 28 em 5.086. É o menor valor desde 1º de junho - iStock
O saldo líquido comprado em contratos de real na Bolsa Mercantil de Chicago terminou o último dia 28 em 5.086. É o menor valor desde 1º de junho Imagem: iStock

José de Castro

04/10/2021 15h29

Especuladores voltaram a vender reais na semana encerrada em 28 de setembro, conforme dados mais recentes da CFTC, agência que regula mercados de futuros e opções nos Estados Unidos, com a moeda brasileira sendo preterida pela segunda semana consecutiva ao fim de um mês de perdas generalizadas para ativos de risco no mundo.

A exposição desse grupo de investidores ainda é comprada em real — ou seja, indica aposta na alta da divisa. Porém, o estoque de contratos vem diminuindo há semanas e, com esta última redução, foi ao menor patamar em quatro meses.

O saldo líquido comprado em contratos de real na Bolsa Mercantil de Chicago terminou o último dia 28 em 5.086, 686 a menos que na semana anterior. É o menor valor desde 1º de junho (4.088). Os dados foram divulgados no fim da sexta-feira passada.

Na semana finda em 3 de agosto, as apostas compradas em real bateram máxima desde fevereiro de 2017 (ficando perto de recordes), a 23.444 contratos. Desde então, com poucas interrupções, o estoque vem caindo semana após semana. No período, o dólar à vista subiu 4,56% ante o real.

Na semana finda no último dia 28, o real perdeu mais investidores do que o peso mexicano (-580 contratos), mas menos do que rand sul-africano (-1.786).

Já o rublo russo voltou a ficar no topo da preferência, com alta de 2.595 no número de contratos que ganham com a valorização da moeda russa —a qual tem forte correlação com os preços do petróleo, que estão em alta. Assim, o estoque "comprado" na divisa foi a 20.828 contratos.

PUBLICIDADE