PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Investidores aumentam perspectivas para inflação nos EUA e alta dos juros, aponta Russell Investments

23/11/2021 10h46

Por Dhara Ranasinghe

LONDRES (Reuters) - Gestores de renda fixa têm aumentado as perspectivas para inflação nos Estados Unidos e aumentos dos juros diante das pressões inflacionárias mais fortes do que o esperado, revelou a pesquisa trimestral da Russell Investments com investidores.

Divulgada nesta terça-feira, a pesquisa com 53 gestores de títulos e câmbio destacou os desafios que os investidores enfrentam ao avaliar o caminho à frente para uma inflação há muito adormecida.

A pesquisa, realizada em outubro, revelou que 55% dos gestores de fundos esperam uma inflação nos EUA entre 2,26% e 2,75% nos próximos 12 meses, bem acima da meta de inflação de 2% do Federal Reserve.

Um total de 20% espera que a inflação suba ainda mais.

Em contraste, a pesquisa anterior de junho mostrou que cerca de 70% dos gestores esperavam que a inflação em 12 meses ultrapassasse 2%.

Refletindo a visão dos investidores de que as pressões sobre os preços permanecerão elevadas por um tempo, cerca de 80% dos entrevistados pela Russell disseram não esperar que a inflação caia abaixo de 2% nos próximos cinco anos.

Neste contexto e em linha com a recente reprecificação nos mercados monetários, os gestores de renda fixa também anteciparam expectativas futuras de um primeiro aumento do juros pelo Fed.

Embora a pesquisa anterior da Russell tenha mostrado que 80% dos entrevistados não esperavam movimentos antes de 2023, metade dos investidores na pesquisa do quarto trimestre acredita que o Fed agirá na segunda metade de 2022.

"Um tema essencial é que os gerentes pensam que a inflação estará acima da meta do Fed", disse Gerard Fitzpatrick, chefe global de renda fixa da Russell Investments. "Mas um ponto importante é que os gestores não estão olhando para uma inflação super alta".

(Por Dhara Ranasinghe)

PUBLICIDADE