PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Ibovespa cai em dia de baixa liquidez por feriado nos EUA; Braskem cai mais de 6%

17/01/2022 18h52

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice brasileiro de ações recuou nesta segunda-feira, depois de registrar sua melhor semana desde março de 2021, em sessão de liquidez baixa por conta de feriado nos EUA.

Papéis de empresas ligadas a commodities metálicas e ao consumo estiveram entre as principais contribuições negativas para o índice, assim como as ações de Braskem, após avanço da oferta pública secundária de ações da companhia, enquanto o setor financeiro ajudou a limitar as perdas.

O Ibovespa caiu 0,52%, 106.373,87 a pontos. O volume financeiro foi de 15,4 bilhões de reais, bem abaixo da média das sessões regulares recentes, de 26 bilhões de reais.

"O movimento foi principalmente de realização (de lucros)", após os resultados positivos recentes do Ibovespa, disse Antônio Carlos Pedrolin, líder de mesa de renda variável da Blue3.

No Brasil, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), teve alta de 0,69% em novembro sobre outubro, disse o BC, ante projeção de avanço de 0,65%, segundo pesquisa da Reuters.

Pórem, analistas destacaram certo caráter obsoleto dos dados de novembro, já que desde então o cenário global piorou, incluindo com a expansão da variante Ômicron do coronavírus.

A pesquisa semanal Focus do BC mostrou elevação na projeção de economistas para inflação e PIB em 2022 e 2023.

Na cena fiscal, o mercado monitora a potencial escalada na pressão de categorias do funcionalismo público por reajustes salariais. Os servidores do BC prometem paralisação das atividades por algumas horas na terça-feira, segundo o sindicato que representa a categoria.

"Hoje, não faz preço, apenas gera ruído", diz Pedrolin, ponderando que isso pode mudar caso os movimentos se desenrolem obrigando o governo a "gastar capital político", como uma potencial abertura fiscal para acomodar os reajustes.

Com os mercados norte-americanos fechados para o dia de Martin Luther King Jr, o índice europeu STOXX 600 subiu 0,7% atento ao noticiário corporativo. As ações na China avançaram após o PIB do país crescer 4% no quarto trimestre ante um ano antes, contra expectativa de avanço de 3,6% em pesquisa Reuters, e em meio ao anúncio de mais estímulos.

DESTAQUES

- BRASKEM PNA caiu 6,7%, após enviar aos órgãos reguladores dos EUA e do Brasil pedido para oferta pública secundária de ações. Os controladores Petrobras e Novonor vão vender 154,9 milhões de ações na Braskem, que podem ser representadas por ADS.

- VALE ON cedeu 0,5%, enquanto siderúrgicas também caíram, incluindo USIMINAS PN, que teve queda de 1,34%, após minério de ferro recuar nas bolsas na Ásia, com melhora na oferta de curto prazo. Ambas anunciaram retomada parcial de operações que haviam sido suspensas em Minas Gerais por conta das chuvas.

- PETROBRAS PN subiu 0,16%, quinta alta seguida, enquanto a ação ON caiu 0,3%, em meio a avanço na venda de participação na Braskem. O petróleo Brent subiu 0,5%, com expectativa de que a oferta global seguirá apertada.

- B3 ON subiu 1,2%, enquanto outras ações do setor financeiro, como as de grandes bancos, operaram mistas. SANTANDER BRASIL UNIT caiu 0,5% e ITAÚ UNIBANCO PN fechou estável e BANCO DO BRASIL ON e BRADESCO PN subiram 0,2% e 0,57%, respectivamente.

- BRF ON subiu 1,85%, após notícias de que os acionistas aprovaram o aumento de capital com emissão de 325 milhões de novas ações.

- AMBEV ON caiu 2%, NATURA ON cedeu 2,6% e RAIA DROGASIL recuou 2,2%.

- CIELO ON subiu 4,95%, após duas sessões de queda. O indicador das vendas do varejo no Brasil elaborado pela empresa mostrou alta de 3% em dezembro sobre um ano antes.

- QUALICORP ON subiu 2,76%, INTERMÉDICA ON avançou 1,67% e HAPVIDA ON teve alta de 1,84%.

- ALIANSCE SONAE, que não está no Ibovespa, caiu 3%, após indicar que continuará buscando fusão com BR Malls, apesar da recusa da rival. BR MALLS ON avançou 0,1%.

(Por Andre Romani)