PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Regras fiscais revisadas da UE devem equilibrar investimento e redução da dívida

18/01/2022 14h40

Por Jan Strupczewski e Michael Nienaber

BRUXELAS (Reuters) - O principal objetivo da revisão das regras fiscais da União Europeia (UE), atualmente em andamento, é equilibrar as grandes necessidades de investimento do bloco de 27 países com um ritmo realista de redução da dívida, disse o ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire, nesta terça-feira.

Em pronunciamento após uma reunião de ministros das Finanças da UE que presidiu, Le Maire afirmou que a discussão sobre as mudanças nas regras não está mais entre os campos "austero" e "esbanjador", como durante a crise da dívida soberana há uma década.

"O debate entre austero e menos austero é um debate antigo, fomos além disso", disse Le Maire em entrevista coletiva. "Ninguém diz que precisamos voltar imediatamente para uma disciplina fiscal rígida. É impossível, isso mataria o crescimento", disse ele.

"A discussão genuína passa agora pelo equilíbrio que temos de encontrar entre o investimento e o regresso às finanças públicas saudáveis. Todos queremos ver investimento... todos também queremos reduzir a dívida", afirmou, destacando que não houve divergências sobre o assunto entre a França e a Alemanha.

As regras fiscais, projetadas para limitar os empréstimos do governo para proteger o valor do euro, estão agora sob revisão, porque a pandemia de Covid-19 aumentou tanto a dívida pública da UE que as leis existentes já não podem mais se aplicar.

Le Maire disse que não há debate sobre a necessidade essencial de reduzir a dívida.

"A verdadeira questão é em que ritmo", disse ele, apontando que a pandemia aumentou a diferença entre os níveis de dívida pública entre alguns países do bloco em até 100 pontos percentuais.