PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Ações europeias sobem 3% após queda causada por crise na Ucrânia

25/02/2022 14h53

Por Sruthi Shankar e Susan Mathew

(Reuters) - O principal índice de ações da Europa disparou nesta sexta-feira depois de atingir mínimas em nove meses, com os bancos liderando o rali generalizado, enquanto investidores buscavam pechinchas depois de uma forte liquidação com a invasão da Ucrânia pela Rússia.

Esperanças de discussões diplomáticas ajudaram o sentimento de investidores depois de o Kremlin afirmar que o presidente russo, Vladimir Putin, está pronto para enviar uma delegação a Minsk para negociar com representantes ucranianos. Isso ocorre depois que mísseis atingiram Kiev, conforme forças russas continuavam seu avanço no território vizinho.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 3,32%, a 453,53 pontos, depois de cair para mínimas desde maio na quinta-feira. Todos os principais índices saltaram.

O rali recuperou todas as perdas acentuadas de quinta-feira, mas não foi suficiente para que o índice encerrasse com alta semanal, após as tensões geopolíticas levarem investidores a fugir de ativos de maior risco. O STOXX 600 marcou sua segunda semana no vermelho, com queda de 1,6%, e está cerca de 8% abaixo do pico de janeiro.

Ações de bancos saltaram 4,3% para recuperar metade da queda da sessão anterior. Mas as instituições bancárias se prepararam para o impacto de prováveis ​​novas sanções do Ocidente contra Moscou, que poderiam impedir o acesso dos bancos russos aos mercados financeiros europeus.

O clima permaneceu frágil antes do fim de semana, como ficou evidente pelas compras defensivas. Papéis industriais, de serviços públicos, saúde e bens de consumo básicos estavam entre os maiores impulsos para o STOXX 600.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 3,91%, a 7.489,46 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 3,67%, a 14.567,23 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 3,55%, a 6.752,43 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 3,60%, a 25.773,03 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 3,51%, a 8.486,60 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 2,75%, a 5.495,21 pontos.