PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.294 em 2023, sem ganho acima da inflação

O prazo para envio do texto ao Congresso venceria no dia 15 de abril. - Getty Images
O prazo para envio do texto ao Congresso venceria no dia 15 de abril. Imagem: Getty Images

Bernardo Caram e Marcela Ayres

Da Reuters*

14/04/2022 20h02Atualizada em 14/04/2022 20h05

O governo anunciou nesta quinta-feira a proposta do salário mínimo previsto para janeiro de 2023 estipulado em R$ 1.294 — apenas R$ 82 a mais do que o valor vigente, que está em R$ 1.212.

O cálculo leva em conta a projeção de alta de 6,7% neste ano do INPC (Índice de preços no consumidor), usado para fazer a correção do piso nacional, apesar de o valor não estar acima da inflação. O patamar pode ser alterado até o fim do ano a depender do desempenho da inflação.

Além do salário mínimo, a meta fiscal de déficit de R$ 65,9 bilhões de reais para 2023, projetando ainda que as contas do governo central só voltarão ao azul em 2025.

Pelos cálculos da equipe econômica, o rombo em 2024 deve ficar em 27,9 bilhões de reais. Em 2025, após 11 anos no vermelho, o saldo deve passar para o campo positivo, com superávit de 33,7 bilhões de reais.

Os números, que fazem parte do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2023, com as premissas para formulação do Orçamento do ano que vem, haviam sido publicados pela Reuters na semana passada.

O prazo para envio do texto ao Congresso venceria no dia 15 de abril.

As contas do governo central incluem os resultados do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central. O dado não incorpora gastos do governo com juros da dívida pública.

(*Por Bernardo Caram; Edição de Alexandre Caverni)